quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Cruzeiro MSC Divina Parte 4- Istambul e Dubrovnick

Ao olhar pela janela do quarto esse sol preencheu nossos olhos com tanta beleza, Deus nos presenteou com essa linda viagem, e nos proporcionou momentos que jamais esqueceremos. 
Perfeito !!!!!! 
                                             Foi com esse sol maravilhoso que Istambul nos recebeu.


                                                                               Uma cidade mágica entre dois continentes
                                Inexplicável !!!!


É difícil definir o que mais envolve em Istambul, a velha capital dos impérios bizantino e otomano. Do aroma das castanhas assando nas barraquinhas ao perfume do narguilé que vem dos restaurantes, tudo leva a uma viagem pelos sentidos. Istambul é singular até em sua localização, é a única cidade do mundo localizada em dois continentes: tem um pezinho na Europa e outro na Ásia. Um dia se chamou de Constantinopla e foi sede do antigo poderio romano na parte oriental da Europa.
O návio Royal Princess estava também no Porto de Istambul, muito grande.

Escolhemos o tour "Recorrido por la Ciudad" - Conhecendo Mesquta Azul, Basílica de Santa Sofia. Palácio de Topkapi e Gran Bazar. Duração: Dia todo/ Incluso o almoço
   Valor : 105,90 euros
                                       Mesquita Azul, vista da Praça Sultanahmet

Porta de entrada dos brasileiros que chegam ao país.
Oriente e Ocidente estão conectados pelas pontes do Bósforo e a Fatih Sultão Mehmet, erguidas sobre o estreito de Bósforo - passagem que liga os mares Negro e de Mármara. Por elas transitam mulheres Islâmicas usando seus lenços capricosamente trabalhados, homens de négócios e os turistas que adoram fotografar as placas Welcome to Asia de um lado, e Welcome to Europe do outro.
                               Pátio da Mesquita Azul.
A Mesquita Azul

No bairro histórico de Sultanahmet, estão a maior parte das atrações. Esse pedaço de Istambul ficou conhecido como cidade velha. Nele, estão as relíquias como a Mesquita Azul, a Basílica Santa Sofia, o Palácio Tophapi , o Mercado Egípcio e o Gran Bazar, ficam separados por distâncias que podem ser feitas a pé.
                        

Mesquita Azul

Esta mesquita foi erguida a quase mil anos depois de Santa Sofia, para rivalizar com a Basilica Santa Sofia. Essa era idéia do Sultão Ahmet I, que, dizem, de tão empolgado chegou a ajudar os pedreiros e artesãos em seus trabalhos.
Algumas regras para entrar nos templos religiosos.

Qualquer mesquita que você entrar deve seguir algumas regras, uma delas é tirar os sapatos. Uma amiga nos deu uma dica, levar meias para colocar. Você tira os sapatos e coloca as meias, pois os pés ficam muito sujos por andar descalço. Mas como estavam lavando, e estavam molhados os carpets que haviam no chão, deixaram as minhas meias úmidas e com um cheiro ruim, rsrsrs. Mas é melhor do que ficar com os pés sujos, não acham?
No interior milhares de azulejos Iznik, da cor azul e feitos à mão, revestem a parede e dão o efeito singular ao ambiente, além dos vitrais, que mesmo não sendo mais os originais, continuam a proporcionar um belo efeito luminoso.
Só se entende o nome de Mesquita azul ao entrar no templo, cujas pinturas interna têm predominância de tons azuis.
Nas mesquitas, por tratar-se de monumentos religiosos, algumas regras são impostas aos visitantes. As mulheres devem evitar, decotes, ombros à mostra e saias curtas. Vale a pena levar um lenço na bolsa para colocar na cabeça na hora de entrar. Aos homens, nada de bermuda e regatas. Eu levei um lenço pois o calor era muito grande, estava quase 40 graus. Como andar com roupas adequadas? Percebemos que a rigidez não é tanto assim. Como vocês podem ver eu estava com os ombros a mostra e de macaquinho curto. Como tinha levado um lenço, pois tinha lido sobre isso, coloquei na cabeça e o mesmo cobriu um pouco os braços. O Agassis estava de bermuda e não teve problemas.

Dentro da mesquita é preciso permanecer em silêncio, em respeito as pessoas que estão orando. As fotos só podem ser tiradas sem flash. Há um cercado que impede de ir mais adiante, onde há pessoas orando.



                                                              Vista da Praça Sultanahmet

                                                           LOJA DE VENDA DE TAPETES

                                    Tapetes e chá de maçã.
 Apresentação de como tecer um tapete. Uma arte bem impressionante, principalmente dos tapetes                                                                          turcos.
                                                                                                  Trabalho minucioso.
                  Apresentação, para venda dos produtos. Tapetes maravilhosos !!!!! . Se você quiser comprar, eles entregam o Brasil.




GRAN BAZAR OU GRANDE BAZAR

O Grande Bazar ou Gran Bazar, é sem dúvida um dos melhores locais de compras de Istambul. É o maior mercado coberto do mundo, com quase 5 mil lojas. Nele é possível encontrar diversos tipos de produtos. 
O Gran Bazar funciona de segunda à sábado, das 9h às 19h e fica fechado aos domingos.
                                                                        Uma das portas de entrada do Gran Bazar.

Cuide para não cair no golpe do chá, o lojista convida para tomar um chá, e geralmente bem quente, para que você permaneça mais tempo na loja. Mas nem sempre o oferecimento do chá é golpe, pois os turcos são muito gentis e oferecem chá como gesto de cortesia.


Inúmeras luzes coloridas !!!

Um grande erro é ir ao Gran Bazar sem tempo. Foi o que aconteceu conosco, a gente tinha menos de 1 hora para ver quase 5 mil lojas, rsrsrsr, brincadeira né? Claro que nem ficando um ano conseguiríamos essa proeza Como eu gostaria de comprar algumas pashminas, fiquei bem maluca, com o pouco tempo, que fazer? Quando chegamos na primeira loja, percebi que não daria tempo de ver outras lojas, comprei várias, ali mesmo. Que pena realmente ir sem tempo não dá, vá se você tiver tempo, para não ficar frustada. Bom humor também é importante, uma vez que os vendedores são insistentes, e dinheiro, porque há muita coisa boa a venda. Não esqueça de pechinchar, os produtos são ofereceidos por um preço mais alto, porque sabem que os turistas sempre dão um jeitinho de pechinchar. Eles são mestres na arte de insistir e convencer. Eu sei muito bem o que é isso, na loja de Couro em Izmir, foi difícil me livar deles. O Gran Bazar é um lugar muito bom para comprar lembrancinhas de viagems, e sai muito barato. Espelhinhos lindos com pedras, você compra 6 por 5 euros. Vale a pena. 

                            ALGUMAS COMPRINHAS PARA TRAZER DA TURQUIA

                           Cadernetinha para anotações, toda decorada com miçangas e espelhos.
Essas balas de goma são uma delícia, o valor varia muito, de 3 a 5 euros. Dependendo do momento ou lugar, eles vendem 3 caixas por 5 euros. Aproveite, pois são deliciosos !!! 
Chá de maçã, esse chazinho é muito bom, eles servem o tempo todo, é costume servir chá na Turquia. O valor pago foi,18 euros, não muito barato, mas vale a pena. Afinal da contas, não é qualquer chá.
Lustre de mosaico de vidro, quando ligado da um lindo efeito. Valor 10 euros, muito barato pela beleza.


CORUJAS

Comprei duas corujas iguais, uma em Ephesus e outra em Istambul.
Esta eu ganhei da amiga Maria Helena, trouxe para mim, quando esteve em Istambul. Também faz parte da minha coleção. Por falar em coleção vou fazer uma postagem para contar a história da minha coleção de corujas.
Pashminas, maravilhosas!!!! De todas as cores e todos os tecidos. Os preços variam de 15 euros a 100 euros, dependendo do material. As de seda são mais caras.





PALACIO TOPKAPI

                                                         A primeira porta de entrada do Palácio. 
                                                                       Palácio Topkapi, terceiro portão de entrada
A visita ao palácio é interessante, mas muito cansativa. A parte mais interessante é o Harém do Palácio. A entrada para visitar o Harém é paga à parte. Está aberto todos os dias, das 9:00h às 17:00h. No verão o horário encerra às 19:00h. O ingresso custa 29,50 reais
A evidencia a riqueza em que viviam os sultões otomanos. Durante quatro séculos serviu de moradia para eles, que eram cercados de muito luxo e mordomias, reúne armaduras, jóias, tesouros e trajes reais, em seus cômodos e salas. Em uma delas está exposto um grande diamente, o qual é guardado por dois seguranças armados. Será que é o verdadeiro? Me parece mais encenação, para impressionar os visitantes. O verdadeiro deve estar muito bem guardado. Dentro desses cômodos e salas, é proibido tirar fotos.                                                      O último pátio é o mais interessante, pois a partir dele é possível ter uma bela vista panorâmica do Estreito de Bósforo.
No palácio estão guardados objetos sagrados, como um fio da barba do profeta Maomé, sua espada e até um dente. O manto do profeta também fica exposto em um pavilhão exclusivo, onde versos so Alcorão ecoam no ambiente.
Lindos arcos !!!!

                                                                        Pessoal de Goiania.

                                                                   Nesse quadrado fica a autêntica calçada.

                                           Um pouco de descanso, o sol está muito quente.
                                                                                                       Primeiro portão do Palácio Topkapi

                              PARADA PARA O ALMOÇO

                               HAGIA SHOPIA HOTEL

                                                                                                       Hotel muito bonito !!!!
                                                                                                                 Pão Sírio

                                                                                 Amigos da Bahia, Simone e José Roberto

                                                                                  Parecida com uma lasanha
                  Frango, arroz, batata e cenoura
                                                        Nada diferente da nossa comida, só o tempero.
Essa foi uma comida típica para turista. Uma pena, não tivemos a oportunidade de conhecer a gastronomia da Turquia. O atendimento também não foi grandes coisas. As pessoas ficaram perdidas ao atender tanta gente.

Não gostamos de tour guiado, a gente não consegue conhecer quase nada. Não consegue curtir os lugares, tirar fotos e nem experiementar os pratos típicos do local que está visitando. Nós optamos em pegar os tours do návio pela dificuldade com as línguas, mas nos arrependemos, por esses e outros motivos. 

                                                       
                                                           MESQUITA SANTA SOFIA


Ao contrário do que você possa imaginar, a catedral não foi construída em homenagem a Santa Sofia. O nome deriva do grego Hapa Sophia, que significa "Sagrada Sabedoria" ou "Santa sabedoria".
Erguida pelo Imperador Justiniano, entre os anos de 527 e 537, até o século 16 a posição de maior templo cristão do mundo.



 Convertida em mesquita após a queda de Constantinopla, ganhou minaretes e elementos islâmicos que foram adicionados aos mosaicos, retratando cenas bíblicas.
A visitação ocorre todos os dia, exceto às segundas-feiras. Durante a baixa temporada, de 1 de outubro a 15 de abril, o horário de funcionamento é das 9:00h às 17:00h, com última às 18:00h. O ingresso custa aproximadamente 30 reais.
                                           Um dos templos mais lindos que já conhecemos.
O interior da basilica Santa Sofia é muito grande e belo. As grandes iluminárias, se destacam e rendem lindas fotos. Existe um fluxo muito grande de pessoas no seu interior, visitantes de vários países, e por isso entendemos porque Istambul é uma das cidades mais visitadas do mundo.

Parte da pintura original e dos mosaicos ainda pode ser vista.
Os mulçumanos oram cinco vezes ao dia. O chamado para oração, denominado de Azan, é clamado seis vezes durante o dia e varia conforme o movimento de rotação da terra e o horário do nascer e por do sol.
Esta foi uma das fotos mais lindas que eu tirei dentro da mesquita. Essas cores ocre, dourado e cinza, dão vida ao  lugar. Tirei lindas fotos, mas a que eu mais gosto foi esta.

Um dos aspectos de decoração que mais impressionam, são os lustres espalhados pela nave da igreja. abaixo de cópulas de 56 metros de altura. 

Um último olhar, mas não o último adeus, vamos retornar.

Essa foto é maravilhosa !!!! Tinha certeza quando cliquei, que sería  uma obra de arte. E está aí, digna de admiração.
   Esse rastro do návio, com Istambul ao fundo, veio embelezar a foto.


DUBROVNIK- CROÁCIA


                        Antes de chegar em Dubrovnik passamos pela Costa da Grécia, imagens belíssimas.
                                                                          Chegando em Dubrovnik

                                                                                      As primeiras residências já aparecem.



                                                                                        Desembarcando



O rapaz estava vendendo corações com lembrança da Croácia, achei interessante e comprei como lembrança.
        Rua Stradun 

 Fizemos o tour," Recorrido por la Ciudad", parte histórica, feita a pé. Duração aproximada de 3h.
 valor 45,90 euros
Nossa guía Ankica Modric
Dubrovnik, conhecida como a Pérola do Mar Adriático. Uma cidade medieval totalmente reconstruída após a II Guerra Mundial com muralhas estonteantes e com uma costa de praias lindíssimas.

Dubrovnik é uma bela cidade na costa da Croácia e já foi na idade média capital da República de Ragusa, Antiga conserva a arquitetura medieval, renascentista e barroca.
Foi fundada na primeira metade do século VII, mas muitas teorias contradizem este fato, dizendo ser possível que a cidade já existisse antes mesmo de Cristo. As famosas muralhas e torres de Dubrovnik foram construídas entre os séculos X e XIII com o objetivo de proteger a cidade. Em 1667 Dubrovnik sofreu um terremoto e foi bastante afetada. Muito tempo depois em 1991 e 1992, a cidade foi uma das áreas da Croácia mais afetadas pelos bombardeios por parte das tropas iugoslavas. Mais da metade dos monumentos e construções foram danificados.
               Janelas decoradas, muito interessante, o que será que significa esses objetos nas janela?
Pelas ruelas, seguímos.
Com tanto calor, imagina subindo essas escadas.
                 Bares muito simpáticos por toda a cidade.
Restaurantes nas ruelas de Dubrovnik, pena que não tivémos tempo de conhecer a gastronomia do lugar.



                                                                                Pequenas lembranças.
                                                                   Arte nas ruas.


                                     Figos secos e cascas de laranja açucaradas na feira da cidade.
                                                                        Lembrançinha de Dubrovnik.

                                            Essa é uma das partes mais bonitas da cidade.

                                                           Adoramos Dubrovnik!!!  Lembra um pouco a Grécia
                                                                      Uma marina.



Essa garota é uma atendendentes da Igreja que visitamos. Ela foi desrespeitosa e grosseira com os turistas que estavam dentro da igreja. Sua atitude foi essa, fez cara de estou nem aí quando eu falei que iria tirar uma foto dela e colocar no blog, para comentar a minha decepção referente a sua grosseria  Sinto muito pelo acontecido, pois ela poderia ter sido mais educada, quando chamou atenção dos turistas. Sinto pena, pois o povo da Croácia está tendo que se levantar através do turismo. Uma atitude como dessa garota acaba prejudicando. Um conselho, para as pessoas que selecionam profissionais de turismo, elas devem ser receptivas, educadas simpáticas e principalmente gostar do que faz.
Nossa guía Ankica Modric. Pessoa comunicativa, simpática, educadíssima e inteligente. Nos levou a lugares interessantes de Dubrovnik, nos explicou a história da cidade e do país. Falou muito da época da Guerra, do sofrimento do seu povo, inclusive ela nos contou a sua própria história. Isso tudo nos levou a comprar um livro sobre a Coácia, para podermos conhecer melhor, essa terra e seu povo. Só temos que elogiar essa garota, ela foi nota 1000 mil. É desse tipo de profissional que a Croácia precisa, para trabalhar na parte de turismo. Parabéns Ankica Modric, você merece.


                                                             Ufa ......que calor, ainda bem que levei um leque na mala.
Da mesma maneira como em Ephesus, Istambul e Dubrovnik, o sol é quente nessa época, então não deixe de levar chapéu, boné, filtro solar e beber muita água.
                                                                                  Lindo !!!! Olha só que água...



                                        A cidade é muito linda !!!! E tem um povo muito receptivo.
                                                   Depois de muitas andanças, descansar foi muito gratificante.
                                                                 Deixando Dubrovnik para trás, inesquecível !!!!

                                                                            Algumas fotos do interior do návio

                                               Nesse dia, resolvemos comer coisinhas diferentes no almoço.

             Deixando Dubrovnik para trás, em direção a Veneza, onde será o desembarque final.

Estamos no fim de nosso cruzeiro, e durante todos esses dias aproveitamos muito o návio. Como falei antes de fazer esse cruzeiro no MSC Divina, eu paticipei do concurso da MSC falando do návio, mesmo sem ter viajado nele, No site da Associação Brasileira de blogs de Viagem (ABBV), alguém fez um comentário, de que, como poderia alguém fazer comentários de algo ou alguma coisa sem conhecer. Concordo com eles plenamente.
Agora me encontro aqui para, fazer uma postagem sobre ele. Claro depois de ter viajado nele.
O návio MSC Divina, realmente é um belíssimo návio! Muito luxo, muito conforto e muito bom gosto na decoração. Suas cabines continuam confortáveis, principalmente a nossa.
Vamos falar agora sobre o atendimento dentro do návio. Como em todo návio italiano sempre tem alguns italianos grosseiros, mais as pessoas atenciosas, compensam essa falha. 
Os tours do návio deixam a desejar, em tempo, qualidade e preço. O návio fica muito pouco tempo em cada cidade. Para vocês terem uma idéia, o návio chega em Bari 10:00h da manhã e sai às 15:30h, em Katakolon chega às 08:00h e sai às 13:00h, Izmir chega às 08:30 e sai às 15:00h, Istambul, deveria ficar pelo menos 2 dias, mas chega às 07:30 e sai às 17:00h, e em Dubrovnik chega às 11:30 e sai às 17:00h. Reamente não tem como ter qualidade, é feito tudo corrido. Pior ainda quando, a gente pega guías grosseiros e antipáticos e nos levam para uma grande corrida entre uma atração e outra.
Para os paladares mais apurados e exigentes o návio oferece vários restaurantes, como Tex Mex, oferece uma típica comida Mexicana. Vai desde os bifes do Texa às enchilhadas.
Um lugar mais badalado, onde pode saborear deliciosos pratos, é no Galaxy, restaurante panorâmico, localizado dentro da discoteca. A decoração é baseada famosos clubes italianos da década dos 50. No restaurante onde servem buffet, no almoço, a comida não é muito boa. 
Durante o dia todo é servido vários tipos de lanche, principalmente direcionado às crianças, achei isso muito legal. A variedade da comida é excelente. No restaurante que serve o jantar, a comida é muito boa, como em todos os outros návios. O café da manhã também, perfeito ! A váriedade de pães, bolos e frutas é muito grande. 
No návio também há locais para o divertimento de crianças e adolescentes, muito bom para quem viaja com a familia.

A piscina infinita, foi uma decepção em relação a beleza, o local onde ela fica é maravilhoso! Fica na parte de trás, onde se pode ver aquele lindo rastro azul, que o návio deixa. Mas eles não deixam ela totalmente cheia, como vemos nas fotos. Mas não deixa de ser muito linda !!!! 

                           Eu com a Mirelly Ribeiro Fontes, ela faz parte do entretenimento do návio

Numa noite fomos ao Lounge Black White, um dos mais frequentados do návio, no outro dia quando estávamos passeando pelo návio, encontramos uma garota que se dirigiu a nós e nos falou assim, " E aí casal brasileiro, como vocês estão? Vão estar aqui a noite hoje para dançar ? Eu pensei como ela sabe  que nós somos brasileiros, e perguntei? Ela respondeu, está na cara, a gente conhece brasileiro de longe, o brasileiro é alegre na maneira de ser, dançar, e de se divertir, ele se destaca entre os outros povos, não tem erro. 

E ficamos muito amigos, o seu nome é Mirelly. Fiquei sabendo que ela hoje está aqui no Brasil, agora está no Orchestra. Parabéns Mirelly, você é uma excelente profissional.

                                     Uma viagem para jamais esquecer !!!!!!!! 

Até a próxima viagem no MSC Preziosa, que vai ser em fevereiro de 2014, para comemorar meu aniversário








































Nenhum comentário:

Postar um comentário