domingo, 9 de julho de 2017

Conhecer Messina: estando em um cruzeiro


Quando começavam a aparecer os primeiros raios de sol na Calábria, estávamos chegando em Messina na Sicília. 
Vamos conhecer "Un altro bel posto in Italia".
Antes de falarmos sobre Messina, gostaria de falar sobre a Sicília, a ilha onde fica Messina.
A Sicília é uma terra fantástica, principal ilha do Mediterrâneo. As suas águas mornas e o clima temperado são características ideais para umas férias dos sonhos.
Ela está entre os mares do Mediterrâneo, Ionian e Tyrrhenian, foi invadida por gregos, romanos, normandos, cartagineses, árabes e espanhóis. A Sicília nem parece ser uma região italiana, por sua tamanha mistura de raças e costumes. Seus habitantes falam que são sicilianos e depois dizem que são italianos.


                                   
Messina

                                                                    Chegamos ao porto de Messina
Messina é uma comuna italiana da região da Sicília com cerca de 252.000 habitantes. É chamada de porta de entrada da Sicília, fica entre o monte Peloritani e o mar.
                                                     
Enquanto esperávamos para descer em Messina, vimos um navio do exército chegando e trazendo alguns refugiados. A cruz vermelha estava pronta para recebê-los.
        
                                                     Santuário de Cristo, construído nos anos 30


O simbolo da cidade é a coluna que está localizada na entrada do porto, dedicada a Madonna Della Lettera, padroeira da cidade.


Pelo caminho que percorremos passamos por algumas peixarias e observamos que o peixe espada está sempre presente. Depois ficamos sabendo. que o peixe espada faz parte da culinária da região da Sicília. 
                                                     Ao longe se avista a Calábria.
Fizemos rapidamente um tour pela cidade de Messina, passando por alguns pontos turísticos.
                                    Palazzo Municipale
Aparentemente, apenas a sede do município de Messina, mas as belas linhas neo-clássicas desta bela mansão, esconde muito mais. Dentro você pode ver as escavações que mostram a cidade antiga. Pode acessar também o Antiquarium contendo achados arqueológicos gregos, e o museu na Vara e os Giants, tradições seculares da cidade de Messina. 


                                                                  Duomo de Messina
A maior atração da Catedral é o relógio astronômico.
A visita ao Duomo é obrigatória para quem está de passagem por lá. A maior atração é o relógio astronômico. Ao meio dia as peças que ilustram a torre se movimentam, durante quinze minutos se movem numa sequência de ações. O leão ruge, o galo canta, os Reis Magos saúdam Madonna Della Lattera com Jesus e logo após começa a tocar a Ave Maria de Shubert. É emocionante!
 
O teto em madeira.
                             Belos mosaicos no interior da Catedral de Messina.
Fonte de Orion
Na torre tem duas estatuas de duas meninas tocando o sino, Diná e Clarenza, duas heroínas da história de Messina.
São duas personagens femininas lendárias ligados ao sitio histórico de Messina, durante o Vésperas Sicilianas, que simbolizam a coragem e apego que o povo de Messina tem para sua cidade.
Véspera foi o nome dado a uma revolta em 1282, em Palermo, contra o reinado de Carlos I de Anjou, que havia tomado controle da Sicilia em 1266, com o auxilio do papa Clemente IV.
A revolta deu origem a uma série de guerras pela conquista da Sicília que somente cessaram com o Tratado de Avinhão, firmado em 20 de agosto de 1372, por Frederico IV de Aragão e Joana d' Anjou com a interferência do papa Gregório XI. 

Deixamos aqui algumas dicas de como chegar em Messina, apesar de termos chegado em um navio de cruzeiro.


Com navio de cruzeiro

Essa é a maneira mais agradável e confortável de ir, mas vai ficar com gostinho de quero mais.
Foi com esse navio que a gente chegou no Porto de Messina na Sicília.
Não aconselhamos ir em navio de cruzeiro, o navio fica somente algumas horas e não dá para ver quase nada. Arrependida... mas vamos voltar e ficar pelo menos 1 semana para conhecer essa região encantadora.

Avião é a maneira mais rápida.

Na Sicília tem vários aeroportos, os principais são: 
Palermo (Aeroporto Falcone Borselino)
Trapani (Aeroporto Vicenzo Florido)
Catania ( Aeroporto Fontarossa), esse é o que fica mais próximo de Messina.
Você pode alugar um traslado para ir do aeroporto até Messina, ou alugar um carro que seria o ideal para passear por toda a Sicília.

De carro

Dependendo de onde você sair a viagem pode ser um pouco longa, mas para quem gosta de viajar de carro, vai ser uma experiência incrível. Com um bom GPS você não terá problemas. No ViaMichelin você consegue fazer um roteiro e também ficará sabendo o quanto vai gastar com combustível e pedágios.
Chegando a Villa San Giovanni na Calábria irá embarcar em um Ferry que te levará até Messina, passando pelo estreito de Messina. A travessia dura mais ou menos 20 minutos. Você pode comprar o ticket na hora ou comprar com antecedência pela internet . Um conselho só compre pela internet se você quer viajar tranquilo, sem pressa, sem ter hora para chegar. Sempre encontrará filas principalmente em época de férias. Mas como você vai estar de férias, relaxe. 

De navio pequeno 

É uma outra maneira de ir, só que leva bem mais tempo para chegar.
Estando em Roma pode pegar o navio em Chivitavecchia. O percurso é de Civitavecchia a Palermo.
Você terá que ir de Roma até Civitavecchia. A duração da viagem é de 1 hora. O navio é bem confortável para que o passageiro possa enfrentar as 14 horas de viagem até Palermo. Tem restaurantes, cinema, lojas, etc. 
O navio possui vários tipos de acomodações:
Suítes
Cabines com banheiro
Poltronas confortáveis 
Poltrona é a alternativa mais barata. Mas não aconselhamos porque vai ser muito cansativo passar 14 horas sentado, claro que você não vai ficar o tempo todo, mas mesmo assim é muito desconfortável. Ninguém merece.
GNV - Grandi Nave Veloci, faz uma vez por semana o trajeto de Citavecchia a Palermo.

De Trem

Essa viagem é bem interessante, só que um pouco cansativa. Você pode embarcar em Roma, Milão, Veneza e outras cidades, só que quando chega em Nápoles você embarcará em um outro trem, o intercity, que pára em várias cidades até chegar no local onde o trem embarcará no ferry, que leva até Messina. Pesquise os preços das passagens de trem

A cidade de Messina não é tão turística quanto as outras, mas não deixa de ser uma cidade interessante.

Como não ficamos hospedados e não fomos a restaurantes em Messina não temos indicações
    



































4 comentários:

  1. Maravilhoso post !!!!
    Meu sonho é conhecer a Sicília!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou Lilian
    A Sicília é muito linda, mas é bom ficar pelo menos uns 10 dias para conhecer melhor.

    ResponderExcluir
  3. Haydde amiga, sua esplanação é sempre tão rica de detalhes que faz-me a sensação de estar sempre viajando em cada tópico. Fotos lindas e lugares mágicos. Obrigada por compartilhar tão valiosas informações amiga. Beijos. Fernanda

    ResponderExcluir
  4. Continue a me seguir, sempre estarei por aqui.

    ResponderExcluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search