sábado, 29 de maio de 2010

Toscana - Dicas de um roteiro de carro pela Toscana - Parte 1


By Haydée Maria Marques                                                Europa     Italia    Toscana
Uma viagem à Toscana tem que ser em ritmo lento. Almoço e jantar nos moldes italianos, sem pressa, com produtos frescos disponíveis na estação e uma bela taça de vinho. Tudo o que se come é delicioso, um queijo pecorino gratinado com presunto cru, depois uma massa fresca fatta a mano, chamada de "pici" com funghi porcini ou tartufo, e para arrematar uma Bisteca Fiorentina, e uma taça de vinho Santo. Tudo sempre muito simples e saboroso. Perfeito!




A primavera vem chegando de mansinho na Itália e com ela, o sol brilha forte nos campos dourados da Toscana. Vinhedos, ciprestes, girassóis em profusão e muita arte dão o tom da estação. Nada melhor do que esse cenário rural bucólico dos vilarejos, casinhas de pedra, muralhas medievais e castelos. Com uma alegre gente, festeira, que fala alto, que gesticula, que senta sem pressa. Não há como não ser picado pelas flechas do amor em pleno coração da Toscana.
São tantos encantos e recantos que os olhos brilham de contentamento. De repente o coração se vê aos pulos, a respiração fica ofegante, as mãos tremem e uma sensação de que há um tesouro em cada esquina.Vamos nessa? 

Saímos para conhecer pequenas cidades da Toscana. Fizemos um giro pela região de Chianti para conhecermos Montefioralle, Castellina in Chianti, Gaiole in Chianti, também Monteriggioni e Siena. Chianti é a região do famoso vinho Chianti Clássico, delicioso !!!!!! Na verdade todos os dias brindávamos com um bom vinho. Os campos não estavam tão floridos, mas estavam desabrochando as primeiras papoulas vermelhas e pequenas florzinhas amarelas. Já dava para sentir o clima da primavera. Na primeira cidade Montefioralle, tinhamos marcado para conhecer uma vinícola, Azienda Montefioralle, fizemos uma degustação de 6 tipos de vinhos de sua produção. Junto a bons vinho alguns aperitivos como presuntos, bruschetta e óleo de oliva. Ficamos sabendo tudo sobre os seus vinho. Uma curiosidade foi sabermos que o Vinho Santo (vinho doce) é servido somente com sobremesa. O proprietário da Azienda se chama Fernando, foi super simpático, fomos muito bem recebidos.

                                                      Azienda Montefioralle
Visitando a Azienda Montefioralle do Sr Fernando
Foto by Haydée Maria Marques
O vinho Santo só se toma junto com uma sobremesa
Montefioralle

Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
Após a degustação, fomos passear pela pequena Montefioralle. Apesar de uma pequena garoa e frio, deu para sentirmos o clima dessa pequena cidade. Fica em cima do Morro, como quase todas as cidades da Toscana. Moradores passavam pelas ruas e nos cumprimentavam sempre com um, buongiorno, buongiorno. 
Que delícia passear por ali !!!!! A aldeia de Montefioralle é provavelmente uma das mais antigas in Chianti, e é até hoje fechada dentro de paredes originais. Depois de Montefioralle demos uma passadinha no centro de Greve in Chianti. Seguimos em direção a Castellina in Chianti e Gaiole in Chianti. A estrada passava pelo meio das cidadezinhas, igual ao que eu sempre via na televisão, e sonhava um dia conhecer. 

 Greve in Chianti
       Foto by Haydée Maria Marques     
Foto by Haydée Maria Marques  
O centro de Greve in Chianti fica em uma piccola piazzetta.
Foto by Haydée Maria Marques
Muitas degustações
Seguindo pela estrada passando por Castelina in Chianti e Gaiole in Chianti. Essa região é chamada de Galo Nero. 

Video Estrada para Greve in Chianti, Castellina e Monterrigioni

Foto by Haydée Maria Marques
Castellina in Chianti
Foto by Haydée Maria Marques
O Galo Nero
Foto by Haydée Maria Marques    
Gaiole in Chianti
Foto by Haydée Maria Marques
Todo o artesanato é voltado ao Galo Nero.
Na estrada fizemos um pit stop no Castello di Melleto para uma breve degustação. O lugar é muito bonito, vale a pena. 
                               Foto by Haydée Maria Marques                                   

Foto by Haydée Maria Marques          
Vinho do Castello di Meleto
Os terrenos di Meleto se estendem em torno do Castelo por cerca de 1.000 hectares, dos 180 quais dedicados ao cultivo do vinhedo. Prevalece a uva que é a Sangiovese, destinada a produção do vinho Chianti Classico, ao Merlot, Cabernet, Syrah e outros vinhos Tradicionais.


Seguimos nossa viagem para um lugar chamado Monteriggioni

A cidade, é pequenina, Não tem como não ficar paralisada diante dos restos de um Castelo que durante anos foi disputado por Siena e Firenze. Dentro dos muros de Moterriggioni parece que o tempo não passou, tive a sensação de estar ainda em uma cidade medieval.
Uma cidade cercada por muralhas medievais, praticamente intacta e quatorze torres.
As paredes e torres estão praticamente intactas, E o efeito visual à distância é bastante surpreendente.
No interior, há quase nenhum tráfego. Além disso, as casas dentro dos muros de Monteriggioni são, na maior parte inicial e atraente.
Um praça principal, a Piazza Roma, É dominada por uma Igreja românica, com fachada simples e clara. Outras casas, algumas em estilo renascentista e uma vez possuído por nobres locais. Comerciantes, na praça. fora da praça principal, ruas pequenas dão lugar a jardins públicos liderado por outras casas e pequenas empresas da cidade. Estes jardins públicos alimentaram uma aldeia quando ele estava sobre cerco. 
O Castello di Monteriggioni foi construído a partir do ano de 1213 sobre o Monte. A construção durou 06 anos. E foi construído por um pedido da Republica di Siena.
OS muros do Castelo medem 570 metros de cumprimento com uma espessura de 2 metros aproximadamente.


Foto by Haydée Maria Marques

Foto by Haydée Maria Marques

Foto by Haydée Maria Marques

Foto by Haydée Maria Marques
Maravilhosa !!!!

                            Foto by Haydée Maria Marques                      
 Simplesmente lindo !!!!!!!
Foto by Haydée Maria Marques      
 Levei bronca da dona da loja ao tirar essa foto , mas valeu, ficou linda!

                SIENA

Seguindo caminho, chegamos às 17:00 h em Siena, após 17 quilometros. 
Siena é mais uma das regiões que fazem parte da Toscana. Fica 34 km ao Sul de Florença. Tem 118 Km² e faz Fronteira com Asciano, Castelnuovo Berardenga, Monteriggioni, Monteroni d'Arbia e Sovicille.
Siena, um dos principais centros de produção Artística da Toscana renascentista. Tem uma praça principal, em forma de meia lua, É a Piazza Del Campo. Ao Chegar em Siena foi o primeiro lugar que procuramos para conhecer.
                                Foto by Haydée Maria Marques                                  
                         Piazza del Campo e a Torre del Mangia                              
É na Piazza Del Campo, que tem todos os anos o Palio Dell 'Assunta. Uma manifestação cultural que ocorre duas vezes ao ano. Esse festival anual que se realiza em maio, é talvez uma manifestação pública. mais famosa da Itália. Milhares de pessoas vem ver o Pálio Dell'Assunta, que dura apenas meia dúzia de minutos.
Palio di Siena é uma corrida de cavalos na cidade italiana de Siena que ocorre nos dias 2 de julho e 16 de agosto, desde o Século XVII em honra a Nossa Senhora. Bairros dezessete (contrades) participam desta corrida, que desfilam pela praça "Piazza del Campo" com trajes tradicionais e bandeiras, mas a corrida em si é feita somente por dez cavalos, Cada um de um bairro, de três regiões da cidade que são escolhidos por sorteio. Cada bairro tem seus núcleos e hino. Ganha o cavalo que chegar primeiro, após 3 voltas ao redor da praça, mesmo que o jóquei já tenha caído. O premio é um estandarte criado exclusivamente para cada evento, Por um artista local, ou de fora. Nos dias da corrida os habitantes e turistas se concentram no centro da Piazza del Campo para assistir ao evento.

Nos deslumbramos com a figura do "Duomo", uma catedral gótica profundamente exuberante decorada, linda! E também a Piazza Del Campo, com uma arquitetura que constituí um dos melhores exemplos gótico da Europa. Ainda ficamos impressionadíssimos com os inúmeros de enormes Palácios Medievais, fortes e altos, e grosíssimas paredes.
                                                          Foto by Haydée Maria Marques
                                                  
Maravilhosa, emocionante!!!
Ah, esqueci de contar que no centro, não pode andar com carro, somente os moradores, por isso você pode ver pessoas andando a pé ou de bicicleta. Os carros ficam num estacionamento fora das muralhas.
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
Um topo da subida ao Torre Del Mangia, a segunda mais alta da Itália. Visita obrigatória.
Foto by Haydée Maria Marques
Algumas curiosidades deliciosas de Siena, hummmm
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
    Vocês não imaginam, o que tem ali dentro, bom demais......
Foto by Haydée Maria Marques
                                                                     Foto by Haydée Maria Marques
A arte de Siena
Após conhecermos a linda cidade de Siena, seguimos um para Monteroni d 'Arbia onde fica o Hotel, onde nos hospedamos. Apreensivos depois da experiência que tivemos com o Hotel Colombus de Firenze ".
O nosso hotel em Siena Hotel More Di Cunha, é muito lindo e gostoso. Escolhi esse hotel porque queria ficar em um hotel de estilo Castelo, e é isso mesmo, o hotel é feito de pedras, é tudo igualzinho ao que eu tinha visto nas fotos.Um hotel 3 estrelas gracioso. O atendimento excelente desde a chegada até a saída. Uma moça chamada Nikla, nos atendeu com muita simpatia e com muita atenção, desde o momento de nossa chegada, nos informando sobre os passeios para fazer pelas proximidades. Principalmente nos indicou um restaurante que ficava a 5 Km e meio dali e com uma comida muito boa.
Na primeira impressão o hotel já nos pareceu aconchegante, quentinho, pois naquele momento estava fazendo um pouco de frio. E Realmente o hotel era  bom, quartos limpos e bonitos. Dava gosto de estar ali.
               Foto by Haydée Maria Marques                   
 Hotel More di Cuna
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
                                                         Foto by Haydée Maria Marques
Depois de nos instalar no hotel, fomos procurar o restaurante que a Nikla nos havia indicado, ficava a uns 3 km. Andamos, andamos e nada de encontrarmos, mas havia um detalhe, esquecemos de perguntar o nome udo restaurante. Andamos 1, 2 e 3 Km só depois de 5 Km chegamos a uma pequena cidade daquelas que a estrada passa pelo meio. Acho que já era umas 22:00 h. Sempre com medo, coisa de brasileiro, né? Com medo de ser assaltado. Assalto? Que nada naquela cidade, tenho certeza que não. Passamos mais uma vez em frente de um restaurante que nos pareceu agradável, e chegamos. Nunca vou esquecer esse dia, era um restaurante que parecia muito tranquilo, mas lá dentro fervia. Tinha até festa de aniversario. Chegamos um pouco acanhados, mas logo nos sentimos em casa Um senhor veio nos atender, pedimos para tomar, um vinho da casa, e pedimos para comer um "Tagliatelle ai Porcini" e um " Risoto ai Porcini". Foi uma das massas e risoto mais gostosos que comemos na Itália. "Madonna Mia" que delícia!
                                                  
RESTAURANTE LA GALERA
Foto by Haydée Maria Marques 
Foto by Haydée Maria Marques

Foto by Haydée Maria Marques
Mamma mia, che  buonna pasta!Tagliatelle ai Porcini.
Foto by Haydée Maria Marques
Risoto ai Porcini
Foto by Haydée Maria Marques
Vini rosso per acompagnare.
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
Foto by Haydée Maria Marques
Responsáveis ​​pela boa comida

Restaurante LA GALERA
Monteroni d "Arbia, Itália
Telefone: 0577.374024

MONTERONI - 05/05 A 06/05
Ainda estamos em Monteroni, com vontade de ficar mais um pouco para conhecer melhor a região, e curtir mais o hotel. Descemos para o café da manhã e lá estava Nikla, que veio logo falar com a gente. Perguntamos a ela o nome do restaurante que ela tinha indicado. E não é que era o mesmo que a gente tinha ido. Bingo, acertamos em cheio, fomos pelo cheiro, rsss. 
O café da manhã foi excelente! Após o café da manhã nos despedimos da Nikla. 
Um dia vou voltar na Toscana e com certeza vamos ficar aí novamente e vamos comer novamente o Tagliatelle ai Porcini e Risoto ai Porcini, no restaurante La Galera. Beijos para vce Nikla, e parabéns pela tua dedicação aos hóspedes.


Quando forem a Toscana passem por  Monteroni d 'Arbia, e fiquem nesse hotel que fica a 17 quilometros de Siena, Como quem vai para Montalcino. E não deixem de almoçar ou jantar nesse maravilhoso restaurante.









                          

Um comentário:

  1. Viagem fantástica amiga, aproveite cada minuto com toda essa alegria que é o seu maior astral e uma ótima viagem de volta, com muita paz. Bjinhos

    ResponderExcluir